segunda-feira, 27 de abril de 2009

Sintra

Localizada na vertente norte da serra de Sintra, a noroeste da capital Lisboa, a vila de Sintra é Património Mundial desde 6 de Dezembro de 1995. Sintra possui como elementos arquitectónicos mais significativos o Palácio da Vila (edificado entre o reinado de D. João I e o de D. Manuel I, e onde Camões terá feito a leitura dos Lusíadas ao rei D. Sebastião), o Palácio da Pena e de Seteais (do século XVIII), o castelo dos Mouros (do século VIII), o convento dos Capuchos. Uma extensa parte do Parque Natural de Sintra-Cascais, englobando o litoral e a serra de Sintra, constitui o elemento mais significativo do património natural.



Palácio da Vila, Abril 2009


Palácio da Vila, Abril 2009


Palácio da Vila, Abril 2009


Palácio da Vila, Abril 2009


Palácio da Vila, Abril 2009


Parque de merendas, Mata Municipal de Sintra, Abril 2009


Parque de merendas, Mata Municipal de Sintra, Abril 2009


Mata Municipal de Sintra, Abril 2009


Palácio da Regaleira, Abril 2009


Palácio da Regaleira, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Portal dos Guardiães, Abril 2009


Quinta da Regaleira, A Cisterna, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Fonte do Ibis, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Portal dos Gardiães, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Lago da Cascata, Abril 2009


Quinta da Regaleira, A Torre, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Portão Principal, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Poço Iniciático, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Patamar dos Deuses, Abril 2009


Quinta da Regaleira, Fonte da Abundância, Abril 2009


Miguel e Flora na Quinta da Regaleira, Abril 2009


Feito o convite para um passeio a Sintra subordinado ao tema “Quem quer visitar a Quinta da Regaleira?”, foi com entusiasmo que juntamos um grupo de amigos e partimos em Abril de 2009 à descoberta desta surpreendente Vila cheia de charme e de múltiplos encantos. Do Palácio de Sintra emana uma atmosfera nobre e real; as pinturas, os azulejos, o mobiliário e a própria arquitectura transportam-nos para outros tempos, memórias vivas da história de Portugal. O que dizer da Quinta da Regaleira? Um espaço encantado nascido da extravagância do milionário Carvalho Monteiro e do génio do artista italiano Luigi Manini. Jardins exuberantes, túneis misteriosos, grutas e poços, torres e capelas, rodeiam um Palacete neomanuelino recheado de analogias maçónicas, templárias e alquímicas. Um lugar estonteante que parece inspirado num conto de fadas! Só apetece lá voltar…

3 comentários:

Cristina disse...

Oh, amigos...que saudade.
J'ai les larmes aux yeux en regardant ces photos.
Gros bisous à vous deux et à très bientôt.
je ne vous oublie pas.

irlandkyle disse...

C'est une superbe balade que tu nous montres là.
C'est vraiment très chouette ces paysages. Bonne fin de soirée

Patricia de Camargo disse...

Lendo mais para me informar para a viagem de dezembro! Lindas fotos!
Beijos